Menu

Faze o que tu queres serÁ o todo da Lei.

LIBER DCLXXI VEL PYRAMIDOS

 

UM RITUAL DE AUTO-INICIAÇÃO BASEADO NA FÓRMULA DO NEÓFITO.

 

 

 

A CONSTRUÇÃO DA PIRÂMIDE


O Mago com o Bastão. No Altar estão o incenso, a chama, o pão, o vinho, a corrente, o chicote, a adaga e o óleo. Na mão esquerda o sino que é tocado:

Salve, Asi! Salve, Hoor-Apep! 
Permitam o Discurso do Silêncio ser gerado. Dois toques de sino.
Dança Espiral de Banimento.

As Palavras contra o Filho da Noite
Tahuti fala na Luz.
Conhecimento e Poder, são guerreiros gêmeos, estremecendo o Invisível;
Eles circundam separados a Escuridão;
A Matéria brilha, há uma Serpente.
Sebek é atingido pelo Trovão-
A Luz irrompeu debaixo para cima.

Desloque-se para o Oeste, no Centro da Base do Triângulo de Thoth (מ), Asi (א), e Hoor (ש):

Ó Tu, Ápice do Plano,
com Cabeça de Íbis e Bastão de Fênix
E Asas da Noite! Constrigindo as Serpentes.
Tu na Luz & na Escuridão.

Deixar o Bastão, etc., sobre o Altar, usar o chicote em suas nádegas, cortar uma cruz com a adaga sobre seu peito e prender a corrente do sino perto de sua testa, dizendo:

A Água Lustral! Libera tua Torrente
Através de mim - Linfa, Osso & Sangue! Banhando as feridas, diga:
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl! Dança Espiral de Invocação.
Então a Vida retira Fogo da Morte, e voa
Rodopiando entre os Sóis.
Saudações, Asi! Siga o Caminho, agarre-se
À cintura da Estrelada.

Sinal do Entrante: Homenagem a Ti, Senhor da Palavra! Sinal do Silêncio: Senhor do Silêncio, Homenagem a Ti! Repetir ambos os Sinais: Senhor, nós te adoramos, calmo e inflamado Além do Infinito.A Palavra Secreta: MTzThBTzM (em hebraico = 271) (Azul, Laranja, Amarelo esverdeado, Amarelo, Laranja, Azul).

Do Silêncio do Bastão
Para a Fala da Espada,
E retroceda novamente ao Além
Este é o Labor e a Recompensa.
Este é o Caminho de HVA - Ho!
Este é o Caminho de IAΩ. Sino.
Salve Asi! Saudações a ti que és a Roda e Raios!
Alpha (α)& Delta (Δ) se beijaram & vieram
Pelos Cinco que alimentam a Chama.. Sino.
Salve, Hoor-Apep! Tu Espada de Aço!
Alpha (α) & Delta (Δ)& Epsilon (ε)
Encontraram-se na Sombra do Pilar
E em Iota (ι) proclamaram
Aquele centro décuplo & a coroa de chamas.
Salve, Hoor-Apep! Nome Pronunciado!
Assim é a Grande Pirâmide devidamente construída.

 

INICIAÇÃO


O Candidato parado, amarrado e vendado. O Primeiro Pilar.

Eu não sei Quem eu sou; Eu não sei de Onde eu vim;
Eu não sei Para Onde eu vou; Eu busco – mas O Que eu não sei!
Eu estou cego e preso; mas eu escutei alguém Chamar
Circule através da Eternidade; Levante-se e Me siga!

Asar Un-nefer! Eu Invoco!
O Horror Quádruplo da Fumaça.
Liberte-se da Cova! Pela temível Palavra de Poder
Que Set-Typhon ouviu: SAZAZ SAZAZ ANDATSAN SAZAZ*

*(Pronunciar de trás para frente. Porém, é muito perigoso. Abre os Portões do Inferno)

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas. A Passagem do Segundo Pilar.
(Troque os movimentos pelas palavras.)
Asar! Quem se agarra a minha Garganta?
Quem me segura? Quem apunhala meu Coração?
Eu não estou qualificado para passar por este Pilar da Sala de Maat.

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas.
A Água Lustral! Deixa tua Torrente
Purificar-me - Linfa, Ossos, e Sangue!
O Chicote, a Adaga e a Corrente
Purgue o Corpo, Peito e Cérebro!
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl! 
Imóvel, na postura de um defunto:
Porque eu vim com toda esta Dor,
Pedir Admissão para o Santuário.
Eu não sei o porquê – eu peço em vão-
A não ser que eu já seja Teu.
Sou Mentu seu Irmão verdadeiro,
Que era Mestre de Tebas desde de meu Nascimento: -
Ó Meu Coração! Coração de minha Mãe!
Ó Coração que eu tive na Terra!
Não te levantes contra mim como uma Testemunha!
Não te oponhas a mim, Juíz, em minha Busca!
Não me acuses agora de Não-Qualificado
Ante ao grande Deus, o temível Senhor do Oeste!

(Modifique esta parte para o seu próprio motto. Reproduza o ritmo do poema corretamente.):

Fale Palavras justas para [OU MH]. Que ele tenha sucesso
no Lugar da Pesagem dos Corações
Pelo Pântano do Morto, onde os Crocodilos alimentam
Suas Vidas no Perdido, onde a Serpente prepara o seu bote.
- Pois apesar de eu me unir à Terra,
No mais Íntimo Santuário dos Céus eu estou.
Eu era Mestre de Tebas desde meu Nascimento;
Devo eu morrer como um Cão? Tu não deves me deixar morrer,
Mas o meu Khu que os Dentes dos Crocodilos perfuram
Deve ser Poderoso nos Céus para sempre e sempre!
Sim! Senão eu sou um Tolo, um Agitador!
Eu estou sob a Sombra das Asas!

(Refrão "Eu estou sob a Sombra das Asas!" após cada Acusação):

Eu sou um Mentiroso & um Feiticeiro.
Eu sou tão inconstante que eu desprezo as Rédeas.
Eu sou incasto, voluptuoso e indolente.
Eu sou um Opressor e um Tirano crasso,
Eu sou estúpido & teimoso como um Asno;
Eu sou traiçoeiro, cruel & insano,
Eu sou um Tolo & frívolo & vaidoso.
Eu sou um Fracote & um Covarde; eu fujo,
Eu sou um Catamita & faço Cunilingüe.
Eu sou um Glutão, uma Criatura obcecada;
Eu sou um Sátiro & um Sodomita.
Eu sou mutável & egoísta como o Mar.
Eu sou uma Coisa de vício e vaidade.
Eu sou muito violento & vacilante,
Eu sou um Homem cego & emasculado.
Eu sou um Fogo de Cólera violento- isto é certo!
Eu sou um Patife, um Esbanjador & um Avarento.
Eu sou obsceno & tortuoso & nulo.
Eu sou mesquinho & vil & obtuso.
Eu não estou marcado com a Chama branca do Hálito.
Eu sou um Traidor! – tenha a morte do Traidor!

Após esta última frase o Candidato se põe de pé. Invocando a Dança Espiral. Rubrica igual a anterior:

Eu estou sob a Sombra das Asas!
Agora deixe-me seguir o Caminho, agarrando-se
À cintura daquela que é Estrelada!

Asar! Quem se agarra a minha Garganta?
Quem me segura? Quem apunhala meu Coração?
Eu não estou qualificado para passar por este Pilar da Sala de Maat.

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas.
A Água Lustral! Deixa tua Torrente
Purificar-me - Linfa, Ossos, e Sangue!
O Chicote, a Adaga e a Corrente
Purgue o Corpo, Peito e Cérebro!
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl!

No Noroeste
Terror que domina a Alma é Teu Nome!
Senhor dos Deuses! Temível Senhor do Inferno!

Visualize Horus:
Eu vim. Eu não temo a Ti. Tua Chama
É minha para tecer meu primeiro Feitiço!
Eu conheço a Ti, e eu Te ultrapasso.
Pois mais que Tu eu sou!

Asar! Quem se agarra a minha Garganta?
Quem me segura? Quem apunhala meu Coração?
Eu não estou qualificado para passar por este Pilar da Sala de Maat.

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas.
A Água Lustral! Deixa tua Torrente
Purificar-me - Linfa, Ossos, e Sangue!
O Chicote, a Adaga e a Corrente
Purgue o Corpo, Peito e Cérebro!
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl!

No Sudoeste. Visualize Isis (Asi).
É triste que tenha devorado a Alma!
Dique dos Deuses! O Céu azul da Rainha!
Este é Teu nome. Eu vou. Controle
E Passe! Eu conheço a ti, Senhora de Teeu!
Eu conheço a Ti, e eu Te ultrapasso.
Pois mais que Tu eu sou!

Asar! Quem se agarra a minha Garganta?
Quem me segura? Quem apunhala meu Coração?
Eu não estou qualificado para passar por este Pilar da Sala de Maat.

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas.
A Água Lustral! Deixa tua Torrente
Purificar-me - Linfa, Ossos, e Sangue!
O Chicote, a Adaga e a Corrente
Purgue o Corpo, Peito e Cérebro!
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl!

No Leste. Visualize Thoth: (Silêncio.)
Asar! Quem se agarra a minha Garganta?
Quem me segura? Quem apunhala meu Coração?
Eu não estou qualificado para passar por este Pilar da Sala de Maat.

O Medo da Escuridão e da Morte.
O Medo da Água e do Fogo.
O Medo do Abismo e dos Grilhões.
O Medo do Inferno e do Hálito da morte.
O Medo Dele, a ameaça do Demônio
Que no Umbral de Inana
Eleva-se com Seu Dragão Medo para abater
O Peregrino do Caminho.
Assim eu passo com Força e Cuidado,
Avanço com Fortitude e Perspicácia,
No Caminho da retidão, senão as suas Armadilhas
Seriam certamente Infinitas.
A Água Lustral! Deixa tua Torrente
Purificar-me - Linfa, Ossos, e Sangue!
O Chicote, a Adaga e a Corrente
Purgue o Corpo, Peito e Cérebro!
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl!

Visualize a Natureza:
Eu nunca mais colocarei meus olhos sobre Ti,
Pois Mortal é Teu Nome. Afaste-se!
Falso Fantasma, Tu não deves passar ante
A Fronte cerrada do Sol.
Eu conheço a Ti, e eu Te ultrapasso.
Pois mais que Tu eu sou!
Formulando o Hexagrama:
Agora A Testemunha sobre a Terra,
Espírito e Água e Sangue Vermelho!
Testemunha no Alto, brilhante Bebê de Nascimento,
Espírito, e Pai – que são Deus! Como um bebê no ovo, nascendo.
Pois o Silêncio é devidamente gerado
E a Escuridão devidamente trazida para a Cama;
A Mortalha é desenhada em meu Pensamento,
A Luz Mais Profunda está em minha Cabeça. Desamarre-se
Ataque! Eu devoro os robustos Leões. Eu!

Sinal do Entrante:

O Medo está em Seb, Neles que habitam naquele lugar,
Contemplem o Vigor radiante do Senhor! Sinal do Silêncio:
Defesa! Eu fecho a Boca de Sebek, transporto
Meu Medo no Nilo, Asar (Osíris) que não se prenda nele!
Contemple minha Paz radiante, as Coisas abomináveis
Para se ver! Os Deuses desataram minhas Mãos:
Asar permanece inatingível.
Salve, Asi, Salvel! Hoor-Apep brada -
Agora eu o Filho do Homem levanto-me
E sigo – morto onde Asar repousa!
Deitar-se em Sinal do Enforcado:
Eu congrego meu Pé esquerdo com a Luz.
Eu congrego meu Falo com a Luz.
Eu congrego meu Joelho direito com a Luz.
Eu congrego meu Pé direito com a Luz.
Eu congrego meu Joelho esquerdo com a Luz.
Eu congrego meu Falo com a Luz.
Eu congrego meus Cotovelos com a Luz.
Eu congrego meu Umbigo com a Luz.
Eu congrego a Ponta do meu Coração com a Luz.
Eu congrego minha Garganta Negra com a Luz.
Eu congrego minha Fronte com a Luz.
Eu congrego meu Falo com a Luz.
Levantar-se com o sinal de Mulier:
Asar Un-nefer! Eu sou Teu,
Esperando Tua Glória no Santuário.
Tua Noiva, Tua Virgem! Ah, meu Senhor.
Golpeia através do Espírito com Tua Espada!
Asar Un-nefer! Cresça em mim,
O Catamita escolhido de Ti!
Venha! Ah, venha agora! Eu espero, eu espero,
Paciente - impaciente Escravo do Destino,
Trazido por um Lance rápido de Teus olhos – Venha agora! Venha agora!
Toque e instrua esta Fronte febril.
Asar Un-nefer! No Santuário,
Faze me completamente Teu! Remova a venda. 
Eu sou Asar – único digno
De sentar-se sobre o Trono Duplo.
A Acusação é minha, & minha Defesa.
E eles são Um. Levante-se, portanto parta!
Pois eu sou Mestre do meu Destino,
Completamente Iniciado. A Palavra Secreta.
As Palavras estão devidamente faladas. As Ações estão devidamente realizadas.
Minha Alma nasceu novamente para cumprimentar o Sol que se levanta.

Tocar o sino de acordo com:

Um! Quatro! Cinco! Salve! Todos Saúdem! Ave!
Um! Quatro! Cinco! Dez! Todos Saúdem! Ave!

Fazer os gestos de acordo com:

Eu dou o Sinal que rasga o Véu.
O Sinal que fecha o Véu.

 

A SELAGEM DA PIRÂMIDE

 

O Mago com o Bastão. No Altar estão o incenso, a chama, o pão, o vinho, a corrente, o chicote, a adaga e o óleo. Na mão esquerda o sino que é tocado:

Salve, Asi! Salve, Hoor-Apep! 
Permitam o Discurso do Silêncio ser gerado. Dois toques de sino.
Dança Espiral de Banimento.

As Palavras contra o Filho da Noite
Tahuti fala na Luz.
Conhecimento e Poder, são gêmeosguerreiros, estremecendo o Invisível;
Eles circundam separados a Escuridão;
A Matéria brilha, há uma Serpente.
Sebek é atingido pelo Trovão-
A Luz irrompeu debaixo para cima.

Desloque-se para o Oeste, no Centro da Base do Triângulo de Thoth (Mem), Asi(Aleph), e Hoor (Shin):

Ó Tu, Ápice do Plano,
com Cabeça de Íbis e Bastão de Fênix
E Asas da Noite! Constrigindo as Serpentes.
Tu na Luz & na Escuridão.

Deixar o Bastão, etc., sobre o Altar, usar o chicote em suas nádegas, cortar uma cruz com a adaga sobre seu peito e prender a corrente do sino perto de sua testa, dizendo:

A Água Lustral! Libera tua Torrente
Através de mim - Linfa, Osso & Sangue! Banhando as feridas, diga:
A Instrução do Fogo! Deixem o Óleo
balancear, abrasar, absorverl! Dança Espiral de Invocação.
Então a Vida retira Fogo da Morte, e voa
Rodopiando entre os Sóis.

Dança Espiral de Banimento.

Agora deixe minhas mãos soltar a doce
E  brilhante cintura de Nuit!

Sinal do Entrante: Homenagem a Ti, Senhor da Palavra! Sinal do Silêncio: Senhor do Silêncio, Homenagem a Ti! Repetir ambos os Sinais: Senhor, nós te adoramos, calmo e inflamado Além do Infinito.A Palavra Secreta: MTzThBTzM (em hebraico = 271) (Azul, Laranja, Amarelo esverdeado, Amarelo, Laranja, Azul).

Então no Altar:

Contemplem! O Perfeito disse
Experimentados e considerados puros, um Espólio dourado.
Estes são os elementos que exercem conformidade com o meu corpo
Incenso & Vinho & Fogo & Pão
Eles eu consumo, Sacramentos Reais,
Para a Perfeição do Óleo
Pois eu estou vestido com a Carne
E eu sou Eterno Espírito.
Eu sou o Senhor que se ergueu revigorado
Da Morte, cuja Glória eu herdei
Desde que compartilhei com Ele. 
Eu sou o Manifestador do Invisível.
Sem mim toda a Terra de Khem
É como se nunca tivesse existido.

Proceder como na parte final da Construção da Pirâmide:

Do Silêncio do Bastão
Para a Fala da Espada,
E retroceda novamente ao Além
Este é o Labor e a Recompensa.
Este é o Caminho de HVA - Ho!
Este é o Caminho de IAΩ. Sino.
Salve Asi! Saudações a ti que és a Roda e Raios!
Alpha (α)& Delta (Δ) se beijaram & vieram
Pelos Cinco que alimentam a Chama.. Sino.
Salve, Hoor-Apep! Tu Espada de Aço!
Alpha (α) & Delta (Δ)& Epsilon (ε)
Encontraram-se na Sombra do Pilar
E em Iota (ι) proclamaram
Aquele centro décuplo & a coroa de chamas.
Salve, Hoor-Apep! Nome Pronunciado!


Salve, Hoor! Salve, Asi! Salve, Tahuti! Salve,
Asar Un-nefer! Através do Véu rasgado.
Eu sou Vós, com todo Vosso Brilho enfeitado -
Khabs-Am-Pekht.

 

Amor é a lei, amor sob vontade.